APEOESP - Logotipo
Sindicato dos Professores

FILIADO À CNTE E CUT

Acessar Cadastre-se

ACONTECE NA SUBSEDE

Redes Sociais Twitter YouTube RSS

Compartilhe: Imprimir

Voltar

Qui, 18 de Abril 2019 - 18:00

Alunos reclamam de escola de Itaquaquecetuba

Por: Diário TV - 17.04 - Everton Souza e Beatriz Andreoli, Diário TV 1ª Edição

 
Falta de segurança e estrutura precária são algumas das críticas.
 
Os alunos, professores e funcionários da Escola Estadual Vera Lúcia Leite da Costa no Jardim São Paulo, em Itaquaquecetuba, estão indignados com a estrutura precária do prédio. Eles apontam problemas na quadra de esportes, falta de equipamentos, segurança e também na frequência dos professores.
 
Na quadra da escola a água se acumula no chão, as traves estão enferrujadas, no piso tem buracos e a arquibancada está cheia de mato. "Faz uns cinco, seis anos que estamos tentando conseguir a reforma. É horrível porque você quer um local para poder usar direito", afirma um aluno que prefere não se identificar.
 
Dentro das salas de aula, segundo os alunos, faltam computadores, carteiras e até vidro em algumas janelas. Outra reclamação é sobre a grande quantidade de professores que faltam.
 
"A gente quer fazer o Enem, essas coisas. E a gente não sabe o que fazer porque a gente não sabe nada", explica uma aluna que prefere não se identificar.
 
No estacionamento, os portões ficam abertos. Um funcionário da escola que também prefere não se identificar reclama da falta de segurança.
 
Segundo ele, a violência e o vandalismo são rotina. "Sempre há problemas de furto de veículos de professores. Entrada de entorpecentes dentro da unidade escolar, furto de equipamentos dentro da escola. A Diretoria de Ensino de Itaquaquecetuba é omissa nessa e em outras escolas."
 
A Diretoria Regional de Ensino de Itaquaquecetuba informou que na terça-feira (16) foram entregues 80 novas carteiras e cadeiras nessa escola. Ainda nesta semana, está previsto um repasse de cerca de R$ 30 mil, para reparos e manutenção da estrutura.
 
Sobre os professores, a diretoria informou que as faltas não justificadas são descontadas e um professor eventual é chamado. Caso não haja professor disponível no momento é feito cronograma de reposição para não prejudicar os alunos.
 
Já sobre às informações de uso de drogas dentro da unidade, a diretoria informou que não chegou qualquer reclamação, mas diante da denúncia, um supervisor vai verificar.
 
Sobre a denúncia da diretora de uma das escolas de Itaquaquecetuba sobre a falta de funcionário para fazer merenda, no período noturno, a Secretaria Estadual da Educação informou que sem o nome da escola fica difícil apurar e tomar providências. O Diário TV entrou em contato também com a Polícia Militar pra falar sobre a ronda escolar, sobre o furto de veículos e também sobre as denúncias de drogas mas não teve resposta.
 
Topo

APEOESP - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo - Praça da República, 282 - CEP: 01045-000 - São Paulo SP - Fone: (11) 3350-6000
© Copyright APEOESP 2002/2011