APEOESP - Logotipo
Sindicato dos Professores

FILIADO À CNTE E CUT

Acessar Cadastre-se

NOTÍCIAS 2018

Redes Sociais Twitter YouTube RSS

Compartilhe: Imprimir

Voltar

Seg, 03 de Dezembro 2018 - 16:34

Escola sem Partido e Movimento Brasil Livre: a armadilha não está só no nome

Por: Portal Brasil 247 - 27.11

 
 
O susto que os defensores do "não desenvolvimento" levaram ao perceber o crescimento do país foi tamanho que para frear o que, para eles, seria uma pedra no caminho, a solução encontrada foi o golpe. 
 
O sistema excludente  e usurpador vinha sendo excluído. No mais fiel dos trocadilhos podemos dizer que a vez era dos excluídos. O maior temor e  com certeza o antídoto para o alvorecer de uma sociedade justa que enxerga direitos dentro de uma perspectiva ampla que abranja a todos é a educação e  seu estímulo para continuidade.
 
O governo PT não teve medo e deu início ao projeto que iria alavancar uma sociedade que esteve presa, com uma bola de chumbo nos pés de cada pobre, negro e favelado.  O projeto do PT que promoveu ascensão social e  dignidade incomodou uma classe que por anos esteve sob o guarda sol e o abano de uma economia escravocrata.
 
O MBL, fruto da mídia, e toda política neoliberal foi um dos  mecanismos utilizados para dirigir em marcha ré em direção ao retrocesso. Com uma estampa jovem, idéias conservadoras e de caráter manipulador o MBL, que se traduz em Movimento Brasil Livre, serve mentiras tendo como seu principal prato:
 
O Escola Sem Partido!
 
Um projeto que vai na contramão de qualquer ideal de desenvolvimento de um país.  O Escola Sem Partido, assim como o Movimento Brasil Livre, reflete a mentira e a enganação. O nome é uma ofensa a inteligência do povo. Tentam da forma mais vil convencer através de um título direto que se trata de um movimento em causa popular, em prol da democracia e contra contra uma fantasiosa" doutrinação" dentro do ambiente escolar.
 
A verdade é que toda essa trama deu carona ao fascismo, que agarrado a tudo isso, conseguiu chegar a posição de Presidente do Brasil.  Agora em marcha ré acelerada correm para a reconstrução do passado sombrio, opressor e sem possibilidades. Porém, cômodo para quem deseja a perpetuação do poder.
 
Topo

APEOESP - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo - Praça da República, 282 - CEP: 01045-000 - São Paulo SP - Fone: (11) 3350-6000
© Copyright APEOESP 2002/2011