APEOESP - Logotipo
Sindicato dos Professores

FILIADO À CNTE E CUT

Acessar Cadastre-se

ACONTECE NA SUBSEDE

Redes Sociais Twitter YouTube RSS

Compartilhe: Imprimir

Voltar

Seg, 03 de Dezembro 2018 - 16:30

Alunas de escola estadual de Sumaré ganham prêmio por projeto sobre autoestima

Por: Carta Campinas - 27.11

 
 
Práticas e atitudes racistas ainda acontecem no ambiente escolar brasileiro, mesmo com as culturas africana e afro-brasileira presentes em algumas disciplinas como foi o caso da Escola Estadual Professora Leila Mara Avelino, em Sumaré (SP).
 
Ao perceberem que muitas jovens recorriam ao alisamento para escapar dos comentários constrangedores, três alunas do Ensino Fundamental se mobilizaram e levantaram dados mostrando o constrangimento e o racismo presente entre os alunos.
 
Elas iniciaram o projeto "Cabelo, autoestima e construção da identidade da menina negra", que foi um dos 11 premiados da 4ª edição do Desafio Criativos da Escola.
 
O Desafio Criativos é uma iniciativa que faz parte do Design for Change, movimento global que surgiu na Índia e está presente em 65 países, inspirando mais de 2,2 milhões de crianças e jovens ao redor do mundo. O objetivo da premiação é encorajar crianças e jovens a transformarem suas realidades, a partir do momento em que se reconhecem como protagonistas de suas próprias histórias de mudança.
 
O projeto das alunas de Sumaré começou com a aplicação de uma pesquisa entre colegas, e os dados levantados entre os 317 estudantes do colégio deixaram explícito o racismo: 48% dos alunos afirmaram ter feito piadas sobre o cabelo das colegas, e 30% das alunas declararam ter sido vítima dessas atitudes.
 
Outro dado que chamou a atenção foi a negação da própria identidade entre os jovens. Apesar de formarem a maior parcela dos estudantes, apenas 18% se declararam pardos e 23% pretos.
 
Paralelamente às pesquisas, as jovens criaram, no início de 2018, o clube juvenil "Naturalmente Cacheadas", um espaço de diálogo sobre autoestima, empoderamento e incentivo para que as garotas assumam a beleza natural dos seus cachos.
 
O projeto fez tanto sucesso que as idealizadoras têm sido convidadas para palestrar em universidades e em seminários nas cidades vizinhas, além de firmarem parcerias com grupos como "Ponto de Cultura e Memória Ibaô" e com a "Pastoral do Negro".
 
Recentemente, o grupo soube que inspirou uma escola em Campinas (SP) a realizar ações semelhantes. Já a pesquisa, inicialmente um projeto escolar, virou um projeto de iniciação científica, com direito a financiamento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ), e foi expandido para outras quatro escolas de Sumaré.
 
Esta é a terceira vez seguida que um projeto de São Paulo é premiado no Desafio Criativos da Escola. A cerimônia de premiação dos 11 projetos selecionados será no dia 4 de dezembro, em Fortaleza (CE), com a participação de três estudantes e um educador de cada um dos grupos selecionados. A transmissão do evento será feita ao vivo pelo canal do Youtube do Criativos da Escola.(Com informações de divulgação)
 
Topo

APEOESP - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo - Praça da República, 282 - CEP: 01045-000 - São Paulo SP - Fone: (11) 3350-6000
© Copyright APEOESP 2002/2011