APEOESP - Logotipo
Sindicato dos Professores

FILIADO À CNTE E CUT

Acessar Cadastre-se

ACONTECE NA SUBSEDE

Redes Sociais Twitter YouTube RSS

Compartilhe: Imprimir

Voltar

Qui, 14 de Junho 2018 - 18:01

Alunos e professor de escola estadual de Itapevi, na Grande SP, reclamam de falta de luz há 45 dias

Por: Rafaela Putini - G1 - 13.06

 
 
Eles também reclamam de problemas na infraestrutura. Secretaria de Educação diz que técnicos irão restabelecer a luz e que busca recursos para obras.
 
Alunos e professores da Escola Estadual Maria Santos Soares, em Itapevi, na Grande São Paulo, dizem estar há 45 dias sem energia elétrica. Eles também reclamam de problemas na infraestrutura, como banheiros com cheiro de esgoto e privadas sem tampa, quadra abandonada, falta de extintores de incêndio e problemas de falta de água que existem há cerca de três anos.
 
De acordo com um professor ouvido pelo G1, os alunos estão estudando há 45 dias com iluminação insuficiente e tendo que fazer uma espécie de "rodízio". O professor, que não quis se identificar, informou que do total de 11 salas de aula, apenas 3 tem energia. Para diminuir a perda de conteúdo, os estudantes da manhã estão entrando uma hora mais tarde e os da noite estão saindo uma hora mais cedo.
 
“O número de faltas aumentou significativamente e mais de 150 alunos pediram transferência”, afirmou o professor.
 
A Secretaria de Educação lamentou o ocorrido e diz que técnicos irão restabelecer emergencialmente a energia do local. A pasta diz ainda que está buscando R$ 50 mil para obras no local (veja ao término da reportagem a íntegra da nota da secretaria).
 
“Por causa da falta de luz, os alunos estão fazendo rodízio. Todos os dias os alunos estão perdendo uma aula. A escola está cheia de gambiarras, fios pelo chão, correndo risco de curto circuito. Não tem hidrante, se tiver algum problema, coloca em risco a segurança dos alunos”, disse.
 
Uma aluna de 12 anos, do sétimo ano, contou que “não tem merenda a noite porque sem luz não dá para preparar a comida”. Ela também disse que desde o início do ano a quadra está abandonada e inutilizável e reclamou que o banheiro “está em uma situação muito desagradável". "O vaso não tem tampa e o cheiro de esgoto é muito forte.” 
 
Outra estudante, do nono ano, disse que ao reclamarem com a direção, há 45 dias, receberam a informação de que o problema com a luz era por causa de um furto de fios, mas que a situação não foi normalizada. Ela afirmou que, há quatro semanas, alunos escreveram pela segunda vez cartas de reclamação, mas que não obtiveram retorno. "É um direito nosso estudar e nem isso estão dando para a gente", concluiu.
 
 
Topo

APEOESP - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo - Praça da República, 282 - CEP: 01045-000 - São Paulo SP - Fone: (11) 3350-6000
© Copyright APEOESP 2002/2011