APEOESP - Logotipo
Sindicato dos Professores

FILIADO À CNTE E CUT

Acessar Cadastre-se

ACONTECE NA SUBSEDE

Redes Sociais Twitter YouTube RSS

Compartilhe: Imprimir

Voltar

Ter, 07 de Fevereiro 2017 - 17:40

Centenas de salas fechadas no ABCD

Por: Site Além da Mídia - 06.02

 
 
Segundo dados da APEOESP pelo menos 263 salas de aulas serão fechadas este ano na região do ABCD, a secretaria estadual de educação nega informação mas os dados do sindicato contrapõe essa informação.
 
Os dados fornecidos pela APEOESP confirmam 68 salas fechadas em São Bernardo, 61 em Santo Andre, 25 em Diadema e somando as cidades de Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra e São Caetano mais 109. Isso são quase 300 salas de aulas a menos no ano de 2017, gerando salas super lotadas, falta de vagas, tirando o descaso e falta de emprego para os professores da rede .
 
Em declaração ao ABCD MAIOR, o governo da Estado de São Paulo afirma: “Não existe fechamento de salas na rede. Salas são compostas por alunos e todos os estudantes têm matrícula garantida na rede estadual de ensino. No início de cada ano letivo ocorre a movimentação e o acomodamento de turmas, sempre de acordo com o número de alunos matriculados em cada escola e obedecendo as normas estabelecidas pela Secretaria da Educação do Estado, que determina 30 alunos do 1º ao 5º ano Ensino Fundamental, 35 alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e 40 alunos no Ensino Médio”.
 
Segundo a Apeoesp a estratégia do governo é de uma “reorganização velada”, muito parecida com a que ocorreu em 2015, que só foi revogada apos centenas de ocupações, por parte dos alunos da rede estadual.
 
A maioria das vagas fechadas são no período noturno, o que mostra mais uma vez que o governo não está nem um pouco interessado na juventude trabalhadora, se o jovem não tem vaga a noite é claro que não irá se matricular, e ai a secretaria usa a desculpa da demanda sendo que não disponibiliza horários flexíveis para a juventude possa estudar.
 
Em declaração ao Esquerda Diário, a Professora Maíra Machado ex candidata a vereadora pelo PSOL diz: É um absurdo os ataques que vemos sofrendo desse governo golpista. O fechamento de centenas de salas de aula é mais um deles e que atinge a classe trabalhadora diretamente, negando o estudo e o emprego a centenas de jovens trabalhadores, além de precarizar ainda mais o trabalho do professor.
 
É necessário que nos organizemos desde nossas bases para barrar esse ataques, precisamos ser sujeitos de nossas próprias lutas. Estamos juntos para combater os ataques a educação! Pela reabertura de todas as salas, principalmente as do período noturno, para que os jovens trabalhadores tenham acesso ao estudo! Basta de caos e desemprego na educação!
Topo

APEOESP - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo - Praça da República, 282 - CEP: 01045-000 - São Paulo SP - Fone: (11) 3350-6000
© Copyright APEOESP 2002/2011