APEOESP - Logotipo
Sindicato dos Professores

FILIADO À CNTE E CUT

Acessar Cadastre-se

ACONTECE NA SUBSEDE

Redes Sociais Twitter YouTube RSS

Compartilhe: Imprimir

Voltar

Ter, 01 de Outubro 2019 - 17:13

'Diário de Escola': Maior Ideb de SP entre escolas públicas, colégio promove leitura e assembleias com participação de alunos

Bom Dia SP - 30.09

Por: Filipe Gonçalves, Bom Dia SP

 
 
Com 8,1 no Índice Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), a Escola Estadual Blanca Zwicker tem a nota mais alta de toda a rede pública de ensino.
 
Com o objetivo estimular a capacidade argumentativa dos alunos e tornar a escola um ambiente mais democrático, a Escola Estadual Blanca Zwicker Simões, que fica no Jardim Anália Franco, na Zona Leste de São Paulo, tem realizado assembleias com os alunos para tomar decisões. A escola, que possui cerca de 900 alunos do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental, tem o índice Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) mais alto de toda a rede pública de ensino, com a nota 8,1.
 
A série Diário de Escola apresenta projetos que estão promovendo mudanças positivas em escolas públicas de São Paulo. Ideias para aprimorar o ensino de matemática, aumentar a participação da comunidade escolar na gestão das instituições, combater a evasão e a violência escolares, são alguns exemplos.
 
A diretora da escola, Solange Soares, explica sobre a necessidade de fazer das crianças pessoas com senso crítico mais apurado. "Não tem mágica aqui na escola. É assim, um comprometimento de todos, a participação dos pais. É um conjunto. Porque nós assim estamos sempre preocupados em fazer com que as crianças sejam, realmente, leitores, que sejam escritores, que eles saibam argumentar, que eles saibam debater", disse.
 
Para Mirtes Carvalho Mendes, que é secretária e mãe da aluna Júlia Beatriz, a escola é um exemplo.
 
"É uma excelente escola, os professores são bem preparados, são ótimos", disse Mirtes. "Interagem com os filhos, interagem com os pais. Gostam do que fazem", completou.
As assembleias
Nas assembleias, os alunos debatem sobre os problemas e soluções. Um grupo é a favor, um contra e outro grupo faz o papel dos jurados. Os alunos devem argumentar para defender opinião.
 
Para Ângelo Diego, de 11 anos, para construir um argumento inteligente é necessário fazer uma boa preparação antes.
 
"Antes de entrar no júri, você tem que escolher o melhor argumento. Não é só porque você gosta mais desse, que esse ganha. Tem que ver o argumento que ficou melhor", disse o estudante.
 
Até o ano passado, por exemplo, a sala de leitura seguia um modelo tradicional, com mesas e cadeiras. O grêmio escolar, então, recebeu uma verba de R$ 5 mil reais para investir onde quisesse.
 
Depois de algumas reuniões, os alunos decidiram reformar e criar uma nova sala de leitura mais confortável.
 
Pedro Henrique, de 11 anos, explica a forma democrática que conseguiram resolver onde o dinheiro deveria ser investido.
 
"Muitas crianças queriam materiais para educação física, mas daí a gente fez duas reuniões e deu certinho para sala de leitura, porque muitas crianças estão precisando da linguagem dos livros e palavras novas para descobrir", afirmou Pedro Henrique. Questionado sobre o prazer de fazer parte das escolhas da escola, Pedro se diz orgulhoso e satisfeito com o resultado.
 
Topo

APEOESP - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo - Praça da República, 282 - CEP: 01045-000 - São Paulo SP - Fone: (11) 3350-6000
© Copyright APEOESP 2002/2011