APEOESP - Logotipo
Sindicato dos Professores

FILIADO À CNTE E CUT

Acessar Cadastre-se

NOTÍCIAS 2020

Redes Sociais Twitter YouTube RSS

Compartilhe: Imprimir

Voltar

Qui, 30 de Julho 2020 - 19:36

Professores de SP farão carreata contra o retorno das aulas presenciais

Por: Revista Fórum - Gabriella Sales

 
Professores argumentam que as escolas não têm estrutura para seguir o protocolo para retorno das aulas presenciais defendido pelo governo do Estado, o que deixará alunos e profissionais em risco
 
Nesta quarta-feira (29), professores da rede pública estadual de São Paulo realizarão carreata contra a volta das aulas presenciais, prevista para 8 de setembro. Os trabalhadores da educação também reivindicarão pagamento de salário e auxílio emergencial aos professores eventuais. 
 
A manifestação é organizada pela Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), e pretende reunir docentes de todo o estado a partir das 9h no Estádio do Morumbi, na capital paulista. Às 11h30, o grupo partirá rumo ao Palácio dos Bandeirantes, sede do governo.
 
Segundo a professora deputada professora Bebel (PT), presidente da Apeoesp, o grupo pede que qualquer decisão tomada por parte do governo esteja baseada em evidências científicas e considere a queda nos indicadores de contaminação e de morte no estado de São Paulo. “Tudo alinhado ao estado das recomendações emanadas pelas autoridades sanitárias e da Organização Mundial da Saúde”, afirma.
 
Ela destaca que as escolas não têm estrutura para seguir o protocolo para retorno das aulas presenciais defendido pelo governo do Estado. “Muitas vezes, não possuem ventilação adequada e têm salas improvisadas. Existem escolas inteiras precisando de reforma. Tem escola que não conta sequer com uma pia nos banheiros, e muito menos papel higiênico. Como falar em protocolo de segurança?”, questiona Bebel. 
 
A deputada explica que o grupo também solicitará auxílio emergencial para as categorias de professores que estão sendo prejudicados pela pandemia. “Cobraremos do governo que cumpra o compromisso do secretário da Educação de enviar em regime de urgência à Assembleia Legislativa projeto para criar o auxílio emergencial, assim como o projeto para nova forma de contratação dos professores substitutos na rede estadual de ensino, tendo em vista que o Supremo Tribunal Federal decretou a inconstitucionalidade da forma atual de contratação (lei complementar 1093/2009)”, diz.
Topo

APEOESP - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo - Praça da República, 282 - CEP: 01045-000 - São Paulo SP - Fone: (11) 3350-6000
© Copyright APEOESP 2002/2011