APEOESP - Logotipo
Sindicato dos Professores

FILIADO À CNTE E CUT

Acessar Cadastre-se

Publicações

Redes Sociais Twitter YouTube RSS
Observatório da Violência

Observatório da Violência

Compartilhe: Imprimir

Voltar

Sex, 04 de Outubro 2019 - 15:29

Adolescente leva arma para escola e atira sem querer em sua mãe

Catraca Livre - 03.10

 
Os dois estudam juntos no Ensino de Jovens e Adultos (EJA)
 
Um adolescente, de 17 anos, levou uma arma de fogo para a escola e atirou acidentalmente em sua mãe dentro de uma sala de aula, em Araras, interior de São Paulo, na noite de quarta-feira (2). Os dois estudam juntos no Ensino de Jovens e Adultos (EJA).
 
Segundo informações obtidas pelo portal 'G1', a polícia contou que o adolescente achou a arma dentro de uma bolsa e a levou para a aula, na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Professora Adalgisa Perim Balestro Franzini, no Parque Tirandentes.
 
Ao pegar a arma dentro da sala de aula, ele acabou a disparando acidentalmente, acertado a perna da mãe dele que estava sentada ao seu lado.
 
Ainda de acordo com as autoridades, a polícia foi chamada pelos bombeiros que atenderam um chamado, cerca de 20h, para uma ocorrência de explosão de celular dentro da escola. Porém, ao chegarem até o local se depararam, na verdade, com outra situação, a mãe do jovem baleada na perna. E por isso, os bombeiros chamaram a Guarda Civil Municipal (GCM) e a PM.
 
"Foi uma correria, a classe começou a gritar. Primeiro a gente achou que fosse uma bomba, depois a versão deles era que o celular tinha explodido", lembrou a diretora da escola, Márcia Ligo.
 
Após o disparo, o pai do aluno pegou a arma e a levou para casa, onde foi encontrada por policiais debaixo de um colchão. O revólver de calibre 22 tinha a numeração raspada e uma bala intacta. De acordo com o boletim de ocorrência, o adolescente disse que achou a mochila em um terreno baldio e não sabia o que havia dentro quando a pegou.
 
O secretário de Segurança de Araras, Wanderleim Geraldo Júnior, disse que a arma provavelmente pertencia a família do garoto. "[O estudante] teria feito contato com o pai dele depois do tiro e pediu para o pai dele fosse para a escola e levasse essa arma para casa ou escondesse em algum lugar", afirmou.
 
O pai do adolescente responderá por posse de arma de fogo e por ter tirado a arma do local do incidente. A mãe foi socorrida e levada para o hospital São Luiz e passa bem. O menor foi liberado e deve responder por disparo de arma de fogo em liberdade.
 
Topo

APEOESP - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo - Praça da República, 282 - CEP: 01045-000 - São Paulo SP - Fone: (11) 3350-6000
© Copyright APEOESP 2002/2011