APEOESP - Logotipo
Sindicato dos Professores

FILIADO À CNTE E CUT

Acessar Cadastre-se

Publicações

Redes Sociais Twitter YouTube RSS
Observatório da Violência

Observatório da Violência

Compartilhe: Imprimir

Voltar

Ter, 10 de Abril 2018 - 17:29

Escola de Jundiaí retoma aulas após briga generalizada com ameaças a professores

Por G1 Sorocaba e Jundiaí - 09.04

 
 
Docentes relataram agressividade de estudantes; com medo de novas brigas, eles suspenderam as aulas na sexta-feira (6). Confusão mobilizou oito equipes da Guarda Municipal e quatro menores foram apreendidos.
 
Escola Estadual Padre Maurílio Tomanik, do bairro Cecap, em Jundiaí (SP), retomou as aulas na manhã desta segunda-feira (9) após uma confusão generalizada registrada na quinta-feira (5) entre alunos e professores.
 
Os professores relataram ameaças de alunos e, com medo de novas brigas, não foram trabalhar na sexta-feira (6). Cerca de 600 alunos ficaram sem aula. A confusão na escola mobilizou oito equipes da Guarda Municipal e quatro alunos acabaram apreendidos.
 
Em entrevista à TV TEM um professor - que preferiu ter a identidade preservada - contou que a escola tem dois grupos rivais de alunos. Além de brigar entre eles, os estudantes também passaram a ameaçar os professores da unidade. Ainda conforme relatado pelo professor, os adolescentes de um dos grupos dominaram a escola.
 
“Eles vinham nos ameaçando, apontavam o dedo para nós dizendo que iam nos matar, nos estuprar, que eles iriam nos pegar na hora da saída e nós iríamos morrer”, afirma.
 
Durante a confusão, um dos guardas municipais foi ferido com uma pedrada e precisou ser socorrido. Segundo a corporação, ele teve ferimentos leves.
 
O delegado Orli de Moraes informou que os adolescentes apreendidos, dois de 15 e dois de 16 anos, podem cumprir medidas socioeducativas. O caso dos menores foi encaminhado para a Vara da Infância e Juventude.
 
A Diretoria de Ensino e Secretaria de Estado de Educação que vai nomear um professor mediador de conflitos para frequentar a sala de aula junto com os alunos e que irá desenvolver ações de cultura de paz. Além disso, a pasta ainda informou que irá contar com o apoio da Polícia Militar durante o período de aula.
Topo

APEOESP - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo - Praça da República, 282 - CEP: 01045-000 - São Paulo SP - Fone: (11) 3350-6000
© Copyright APEOESP 2002/2011