APEOESP - Logotipo
Sindicato dos Professores

FILIADO À CNTE E CUT

Acessar Cadastre-se

Publicações

Observatório da Violência

Observatório da Violência

Voltar

Ter, 16 de Julho 2019 - 15:07

Escola na Zona Sul é furtada duas vezes em menos de uma semana

Guilherme Queiroz - Veja São Paulo - 15.07

 
 
Instituição teve equipamentos surrupiados e ambientes vandalizados
 
Em menos de uma semana, uma escola pública localizada no Parque Novo Santo Amaro, na Zona Sul da capital, foi furtada duas vezes. Os dois casos ocorreram durante a madrugada, no início do mês. O primeiro, segundo relatos de moradores da região, se deu no dia 3, e o segundo, no dia 6.Uma postagem feita em um perfil do Facebook atribuído à instituição, a E.E José Porphyrio da Paz, pedia ajuda para localizar bens levados durante as invasões. "Pela segunda vez em uma semana a escola foi invadida de madrugada. Além de roubarem, quebraram tudo e reviraram a escola", dizia a postagem, apagada na última quinta-feira (11).
 
Entre os itens desaparecidos, aparecem computadores, microscópios, monitores e instrumentos musicais. Para moradores do bairro ouvidos pela reportagem que não quiseram se identificar, os problemas estão relacionados não só à insegurança na região, mas também às condições de proteção da instituição, que se encontra com muros e alambrados quebrados.
 
Um vídeo divulgado na internet mostra a instituição após a última invasão, no qual aparecem maçanetas quebradas e equipamentos e documentos jogados no chão.  Procurada, a Secretaria de Educação afirmou que "lamenta que a Escola Estadual José Porphyrio da Paz tenha sido vítima de furto e vandalismo". Explicou ainda, por nota, que "foram registrados boletins de ocorrência e as providências para a reposição do material furtado estão sendo tomadas". Sobre medidas de segurança, a pasta disse que "conta com parceria da Ronda Escolar e foi solicitado reforço".
 
Por estarem de férias, os alunos não acabaram prejudicados em relação às aulas. Os casos são investigados pelo 47º DP do Capão Redondo, que ainda não conseguiu identificar os autores dos crimes.
 
Topo

APEOESP - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo - Praça da República, 282 - CEP: 01045-000 - São Paulo SP - Fone: (11) 3350-6000
© Copyright APEOESP 2002/2011