APEOESP - Logotipo
Sindicato dos Professores

FILIADO À CNTE E CUT

Acessar Cadastre-se

Publicações

Redes Sociais Twitter YouTube RSS
Observatório da Violência

Observatório da Violência

Compartilhe: Imprimir

Voltar

Qua, 23 de Outubro 2019 - 16:29

Mãe de aluno esconde faca nos seios e agride orientadora em escola de SP

G1- Santos - 22.10

 
 
Caso aconteceu em Cubatão (SP). Orientadora precisou ser levada para um hospital após receber facadas nas pernas e nos pés.
 
A mãe de um aluno agrediu uma orientadora educacional dentro de uma escola em Cubatão (SP). Após o ataque, a profissional, que ficou ferida, permanece afastada do trabalho por questões médicas. As informações foram confirmadas ao G1 na manhã desta terça-feira (22).
 
O caso ocorreu dentro da UME Estado do Mato Grosso, localizada na Vila São José. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (Seduc), há algumas semanas, o Conselho Tutelar foi informado pela escola sobre o número excessivo de faltas de um aluno, conforme determina a lei.
 
O G1 apurou que a mãe da criança, ao saber que o Conselho Tutelar havia sido acionado, ligou para a escola. A educadora pediu que ela fosse até a unidade para conversar sobre o assunto. A mãe do aluno foi recebida pela diretora e pela orientadora educacional. Durante a conversa, a mãe se alterou.
 
"Ela não quis sentar, disse que não estava 'de boa', ela não me deixou falar. Já chegou falando que eu não tinha filho e, nisso, tirando uma faca que estava entre os seios. Ela agarrou no meu cabelo, até arrancou um tufo, de tanto que puxou. Eu caí no chão, bati minhas costas na parede e a faca acertou meu pé, minha perna. Ela não ia me largar", conta a educadora, que prefere não se identificar.
 
Os funcionários conseguiram apartar a briga entre as duas e a profissional, bastante machucada, correu para o banheiro da escola. Depois, a orientadora foi encaminhada à unidade de saúde para tratar os ferimentos.
 
A Polícia Militar foi acionada e conteve a mãe do aluno. Ela foi levada ao 3º DP de Cubatão e disse à Polícia Civil que a criança não estava frequentando a escola por questões de saúde. A mãe falou que se sentia perseguida pela orientadora educacional, com quem já teria tido problemas anteriormente.
 
"Ela disse que foi na escola com uma faca na intenção de assustar a orientadora. Ela falou que foi atendida pela equipe, mas já chegou alterada e foi para cima da orientadora", falou o delegado Raphael Peixoto Barazal Teixeira. Segundo o delegado, após o registro da ocorrência, o Conselho Tutelar foi acionado para tomar as medidas cabíveis em relação à criança e a mãe do menino foi liberada.
 
"Foi feito um boletim de ocorrência e fiz um termo circunstanciado de desacatado, que vai ser encaminhado ao juizado especial criminal, para onde são encaminhados os crimes de menor potencial ofensivo. Ela vai responder por isso", disse ele.
 
De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, a mãe da criança é conhecida da comunidade escolar e teve acesso à unidade como qualquer outro responsável por algum estudante. A orientadora explica que já havia chamado a mãe do aluno outras duas vezes na escola e que o menino estava com baixa frequência desde agosto.
 
"Ao longo do ano precisei conversar bastante com essa mãe. Há suspeita que ele tenha autismo e síndrome de Asperger (um dos transtornos do espectro do autismo). Mas, ele ainda precisa fazer terapias para fechar o diagnóstico. Ela falou, por exemplo, que não ia dar vacina, marquei consulta, pediatra para ela. Tenho vários registros com enfermeiras e conselheiras", explica a orientadora.
 
A orientadora educacional continua afastada do trabalho por questões médicas e realizou exames no Instituto Médico Legal de Santos (IML) nesta segunda-feira (21). A Seduc informou que está oferecendo todo apoio à educadora e que a escola contará com controladores de acesso no período em que estiver em funcionamento e que já possui vigilância no período noturno. A Secretaria também disse que continuará acompanhando o caso do aluno com relação às faltas.
 
 
Topo

APEOESP - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo - Praça da República, 282 - CEP: 01045-000 - São Paulo SP - Fone: (11) 3350-6000
© Copyright APEOESP 2002/2011