APEOESP - Logotipo
Sindicato dos Professores

FILIADO À CNTE E CUT

Acessar Cadastre-se

Teses e Dissertação

Voltar

Ter, 24 de Julho 2012 - 16:30

Bullying escolar nem sempre é percebido, revela mestrado na Faculdade de Enfermagem da USP

Por:

Uma dissertação de mestrado apresentada à Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da USP, no último mês de fevereiro, revela que muita vezes as instituições de ensino consideram naturais atos de violência praticados nas escolas.

"Um olhar sobre a rede social no enfrentamento da violência escolar nas instituições de ensino médio de Alfenas-MG" é o título do mestrado da pesquisadora Michelly Rodrigues Esteves.

O objetivo do estudo é identificar e analisar as redes sociais em torno das escolas de ensino médio pertencentes à rede estadual de Alfenas, município localizado no sul de Minas Gerais. O alvo foram seis escolas urbanas públicas de ensino médio e nove supervisores pedagógicos, que atuam nestas unidades escolares.

Ao entrevistar os supervisores sobre as ações assumidas para o enfrentamento da violência, Michelly descobriu que cada uma das escolas busca estratégias próprias, como advertência verbal ou escrita, comunicação de pais ou responsáveis e, quando necessário, contato com o Conselho Tutelar, Guarda Municipal e até com a Promotoria Pública.

Em diferentes momentos da pesquisa, os entrevistados referiram-se à “necessidade primordial de que os pais sejam mais conscientes em relação aos filhos, participando mais ativamente da realidade escolar”.

Quando o assunto é violência, os supervisores limitaram-se a mencionar danos físicos, deixando de perceber determinados atos como violentos. "O fenômeno violência é compreendido com dificuldade e vários atos não são percebidos dentro deste contexto", explica a pesquisadora, referindo-se às ações de intimidação de um aluno, que incluem humilhações, ofensas e exclusão, que não foram destacadas como atos violentos por seus entrevistados, apesar de ocorrerem com frequência.

Para o seu mestrado, Michelly Rodrigues coletou dados através do Mapa Mínimo da Rede Social Institucional e de entrevistas semiestruturadas. A análise dos dados ocorreu apoiada no referencial de Análise de Conteúdo, modalidade Temática, identificando os seguintes Núcleos: A Escola e a Violência e Enfrentamento da Violência Escolar.

"Constatamos um número reduzido de vínculos e a fragilidade significativa entre aqueles existentes. Observamos a necessidade de estratégias voltadas à orientação de alunos, funcionários, famílias e comunidade para o enfrentamento das violências que ocorrem no âmbito escolar, sendo preciso o fortalecimento das redes sociais", avalia a pesquisadora.

A dissertação conclui que "para enfrentar o bullying, é necessário a intervenção em violências cotidianas vividas pelas escolas, a conscientização dos profissionais, dos familiares e da comunidade e a adoção de políticas públicas educacionais.".

SERVIÇO: A dissertação "Um olhar sobre a rede social no enfrentamento da violência escolar nas instituições de ensino médio de Alfenas-MG" tem 89 páginas e pode ser acessada na Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP: www.teses.usp.br

Topo

APEOESP - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo - Praça da República, 282 - CEP: 01045-000 - São Paulo SP - Fone: (11) 3350-6000
© Copyright APEOESP 2002/2011