APEOESP - Logotipo
Sindicato dos Professores

FILIADO À CNTE E CUT

Acessar Cadastre-se

Teses e Dissertação

Redes Sociais Twitter YouTube RSS

Compartilhe: Imprimir

Voltar

Qui, 02 de Agosto 2012 - 15:22

Comunidade escolar vai ao divã em mestrado sobre desempenho de estudantes

Por:

A relação entre o desempenho dos estudantes e o diálogo entre pais e escola é o tema da dissertação de mestrado que a psicanalista Mariana de Campos Pereira Giorgion desenvolveu na Faculdade de Educação da USP.

O estudo "O contexto do não texto: campos relacionais de pais e escola", orientado pelo professor Claudemir Belintane, avalia a relação dos pais de três estudantes da 1ª série da EE Keizo Ishihara, no Butantã, que apresentavam dificuldades de alfabetização.
A pesquisadora integra o Grupo de Oralidade e Escrita da Faculdade de Educação, que acompanhou as crianças entre os anos de 2008 e 2010.

A dissertação revela a extrema necessidade que as escolas têm de um profissional que 'trabalhe' as relações entre os alunos, seus familiares e a própria unidade escolar.

Durante o trabalho, Mariana de Campos realizou o que os psicanalistas chamam de "uma escuta afetiva" dos familiares das crianças, que estavam com idades entre 6 e 7 anos. Entre os principais fatores das dificuldades de letramento destes estudantes está a baixa frequência às aulas que está, no diagnóstico da psicanalista, intimamente ligada à relação com os pais.

As histórias das três crianças analisadas no estudo são diferentes entre si, o que demonstra que os problemas escolares não vêm de um fator comum. "As crianças reproduziram sintomas das relações familiares no âmbito escolar, e isso se apresentou como deficiências no letramento", analisa a pesquisadora.

Episódios como doenças, acontecimentos familiares, mudanças de endereço, de escola ou de professora, violência doméstica e até sentimentos persecutórios em relação ao ambiente escolar e seus profissionais aparecem nos depoimentos dos pais, que confundem suas histórias de aprendizagem, nem sempre bem sucedidas, com a dos filhos.

"O que fica em comum em todas a famílias é a sensação de que a escola é uma instituição distante ou ausente de suas vidas. Percebe-se uma ausência física ou afetiva do contexto escolar", explica Mariana de Campos.

Segundo a psicanalista, "a coordenação da escola também vê os pais como ausentes e distantes no aprendizado dos filhos. Por outro lado, os familiares também sentem dificuldades de se aproximar do contexto escolar.".

A pesquisadora dedicou um capítulo da dissertação de 137 páginas ao conceito de fracasso escolar no Brasil. "A percepção de que o sentido de fracasso escolar marca o nascimento da escola pública brasileira e atinge parcela importante da nossa população até os dias de hoje traz reflexões sobre seus motivos e também sobre as relações sociais que geram tal dificuldade", avalia.

SERVIÇO: A dissertação de mestrado "O contexto do não texto: campos relacionais de pais e escola" está publicada no Portal da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP: www.teses.usp.br

Contatos com a autora, a psicanalista Mariana de Campos Pereira Giorgion através do e-mail marianagiorgion@usp.br

Topo

APEOESP - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo - Praça da República, 282 - CEP: 01045-000 - São Paulo SP - Fone: (11) 3350-6000
© Copyright APEOESP 2002/2011