APEOESP - Logotipo
Sindicato dos Professores

FILIADO À CNTE E CUT

Acessar Cadastre-se

Teses e Dissertação

Redes Sociais Twitter YouTube RSS

Compartilhe: Imprimir

Voltar

Qui, 15 de Agosto 2019 - 15:49

Educação Musical estimula inteligências múltiplas, confirma mestrado em escola de Pereira Barreto

Por: Por: Ana Maria Lopes

 

Coordenador pedagógico em Pereira Barreto, Paulo Cezar Pardim de Souza inspirou-se em experiências pessoais para definir o objeto de estudo do seu Mestrado em Educação, obtido em 2018 na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

Percussionista desde os 13 anos de idade, o pesquisador não teve aulas de música durante o Ensino Básico, mas descobriu na Universidade e, depois, nos primeiros trabalhos como professor da rede pública, como a prática musical poderia melhorar o processo de ensino.

A tese "O ensino da música na perspectiva da Lei 11.769/2008: a experiência da Escola Municipal Comendador Hirayuki Enomoto, de Pereira Barreto/SP" analisa em 154 páginas a Educação Musical no Brasil, a partir da experiência pedagógica na escola pesquisada.

Durante décadas, o ensino de música nas escolas brasileiras era oferecido apenas para as classes sociais mais altas, mas uma lei aprovada em 2008 transformou em política pública o acesso à Educação Musical.

"Analisar a Educação Musical é primordial, pelo fato de a música ainda permanecer fora do cotidiano de muitas unidades escolares do país, ou seja, excluída dos currículos; embora haja há tempos, legislações que regulamentam esse tipo de ensino", explica Paulo Cézar Pardim, que entrevistou professores e estudantes da única escola pública que oferecia Educação Musical no município de Pereira Barreto, durante o período da pesquisa, entre os anos de 2008 e 2015.

O pesquisador descobriu através destas entrevistas que o ensino de música reduziu a evasão escolar e contribuiu efetivamente com as demais disciplinas. "As aulas musicais foram inseridas na grade curricular desta escola de tempo integral como forma de estimular a frequência, obter maior participação dos alunos nas atividades e auxiliar no ensino e na aprendizagem", explica.

A EMEB Comendador Hirayuki Enomoto oferece aulas de iniciação instrumental e musical semanais, com monitores especializados. São oficinas de canto e coral, viola, violão e outros instrumentos de madeiras e metais.

Todas as escolas públicas e particulares do Brasil deveriam incluir o ensino de música em sua grade curricular, já que a Lei nº 11.769, sancionada em 18 de agosto de 2008, determina que as disciplinas musicais sejam conteúdo obrigatório na Educação Básica.

Toda a equipe gestora, a Secretária de Educação e professoras relataram ao pesquisador os benefícios que esse tipo de ensino traz para o ambiente escolar, pois acreditam que o ensino de música contribui para a alfabetização e a construção de valores sociais nas crianças, estimulando as chamadas 'inteligências múltiplas', que seria o desenvolvimento e compreensão das demais disciplinas escolares.

"Durante a pesquisa, constatei que a partir do ensino musical, as crianças passaram a ter mais noções de higiene, de matemática e de leitura, ou seja, essa metodologia contribui para promover a formação da criança de maneira mais holística; desenvolver a sua capacidade criativa de se expressar e de se constituir como sujeito pertencente à determinada cultura", conclui Paulo Cezar Pardim em sua tese.

SERVIÇO: Contatos com o professor/pesquisador Paulo Cezar Pardim de Sousa, através do e-mail paulocezarpardim@gmail.com

 
Topo

APEOESP - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo - Praça da República, 282 - CEP: 01045-000 - São Paulo SP - Fone: (11) 3350-6000
© Copyright APEOESP 2002/2011