APEOESP - Logotipo
Sindicato dos Professores

FILIADO À CNTE E CUT

Acessar Cadastre-se

Teses e Dissertação

Voltar

Qui, 06 de Agosto 2015 - 19:30

Filme inspira pesquisa sobre ensino de História através de narrativas

Por: Ana Maria Lopes - APEOESP - 06/08/2015

A simples apresentação e explicação de conteúdos de História de forma meramente didática não costuma despertar a curiosidade dos estudantes pela disciplina. Foi a partir desta constatação que a professora Daniela Molina passou a pesquisar o ensino de História através de narrativas. "A narrativa e construção do conhecimento histórico" é o título da dissertação de mestrado que a professora apresentou na Faculdade de História da USP.

"Fui percebendo a necessidade de repensar a educação e o modelo de escola que ainda persiste diante das enormes e rápidas transformações da sociedade”, explica a professora, que deu início ao mestrado em 2012 a partir de "Narradores de Javé", filme premiado que aborda temas como memória, história e exclusão.

Dirigido pela cineasta Eliane Caffé em 2003 e com os atores José Dumont, Matheus Nachtergaele e outros grandes nomes do cinema nacional, o filme conta o drama dos moradores da pequena cidade de Javé, que pode ser inundada para a construção de uma represa. Eles descobrem que a cidade pode ser preservada se tiver um patrimônio histórico comprovado; por isso, decidem escrever a história de Javé.

"Trata-se de um filme que valoriza a dimensão subjetiva no processo de construção da história e que mostra que existem várias maneiras de contá-la. Além disso, o filme coloca em discussão questões como a veracidade do conhecimento histórico, o valor da ciência e o papel do narrador no mundo contemporâneo, e por isso, escolhi utilizá-lo como um exercício de reflexão sobre a importância do saber narrativo”, justifica a professora.

O estudo mostra que a narrativa permite que a História seja interpretada porque os indivíduos passam a se sentir parte da cultura, a reconhecer suas experiências dentro de um contexto histórico.

“Busquei compreender em que medida o saber narrativo permite construir uma visão integradora da totalidade histórica, ao recolocar o elemento humano, a multiplicidade de caminhos, a diversidade e as contradições existentes em todos os fenômenos”, explica Daniela Molina.

A pesquisadora defende que para que o conhecimento faça sentido aos alunos, é preciso um diálogo intra e extra-escolar, o que pode ser proporcionado pelo uso de narrativas. A dissertação baseou-se também em alguns estudos já realizados nessa área, como os do psicólogo norte-americano Jerome Bruner, que avalia a narrativa sob o aspecto do desenvolvimento cognitivo e discute o papel que ela assumiu na evolução da cultura humana.

"Tentei pensar em estratégias de ensino que pudessem estar em consonância com uma visão complexa de sociedade e que buscasse, sobretudo, a aproximação da escola com o mundo exterior”, resume a pesquisadora.

SERVIÇO: "A narrativa e construção do conhecimento histórico", de Daniela Molina, está publicada na Biblioteca Digital da USP: www.teses.usp.br

Topo

APEOESP - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo - Praça da República, 282 - CEP: 01045-000 - São Paulo SP - Fone: (11) 3350-6000
© Copyright APEOESP 2002/2011