APEOESP - Logotipo
Sindicato dos Professores

FILIADO À CNTE E CUT

Acessar Cadastre-se

Teses e Dissertação

Redes Sociais Twitter YouTube RSS

Compartilhe: Imprimir

Voltar

Qui, 29 de Setembro 2022 - 19:12

Mestrado utiliza Psicanálise e Educação para analisar cotidiano escolar

Por: Ana Maria Lopes

Professor de Língua Portuguesa e Psicanalista, Davi Fernandes Costa acaba de lançar um livro, pela Pimenta Cultural, com sua dissertação de mestrado, elaborada durante a pandemia. O título de Mestre em Educação foi obtido em 2021, na Universidade Ibirapuera, com a dissertação “Obediência e desobediência no cotidiano escolar: um professor em diálogo com Paulo Freire e Erich Fromm”.

O professor repassa sua trajetória pessoal e acadêmica, até chegar à rede estadual, com foco no impacto das situações de obediência e desobediência, expostas no trabalho através de narrativas ficcionais, inspiradas nos conceitos de “Educação Libertadora” de Paulo Freire e de “Psicanálise Humanista”, de Erich Fromm.

O mestrado de Davi Fernandes é uma aula sobre a influência que a obra do filósofo e psicanalista alemão exerceu sobre o educador pernambucano, no que diz respeito aos conceitos de liberdade, submissão, opressão e obediência.

Entre as narrativas apresentadas na dissertação, destaque para “Com que roupa eu vou (à greve)?”, na qual professores e professoras são desestimulados a participar do movimento grevista pela direção da escola, que também irá se beneficiar, caso as reivindicações da categoria sejam atendidas.

“Optei por este recorte, justamente pelo fato de já tê-lo presenciado diversas vezes. Diretores(as), vice-diretores(as) e coordenadores(as) tentando a todo custo que professores e professoras não participem de movimentos grevistas”, explica o professor.

O pesquisador utilizou sua vivência como psicanalista e educador da rede pública para explorar os conceitos de obediência e desobediência no cotidiano escolar, em cinco tópicos. No primeiro, intitulado ‘Em busca de caminhos’, apresenta a metodologia da pesquisa. Depois, em ‘Como pedras que rolam um pouco mais’, debate sua trajetória, acontecimentos e leituras que o influenciaram para o exercício da docência.

“No terceiro capítulo, intitulado ‘Obedecer ou desobedecer? Será essa a questão?’, busquei demonstrar o porquê do diálogo entre a Psicanálise Humanista e a Educação Libertadora e enfim expor alguns conceitos importantes a Paulo Freire e Erich Fromm, que colaboram com a leitura de mundo que venho realizando”, analisa Davi Fernandes.

‘Histórias para ninar gente grande’, quarto capítulo desta dissertação, reúne pequenas histórias baseadas em situações enfrentadas pelo professor, que conclui sua pesquisa com uma reflexão sobre o cotidiano escolar e todos “aqueles que buscam construir rupturas nos muros tão consolidados do autoritarismo.”.

A dissertação foi apresentada no “Seminário Internacional - Ano 100 com Paulo Freire: tempos, espaços, memórias, discursos e práticas”, realizado pela USP, e em um dos grupos de trabalho da 40ª Reunião Nacional da ANPED (Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação).

Topo

APEOESP - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo - Praça da República, 282 - CEP: 01045-000 - São Paulo SP - Fone: (11) 3350-6000
© Copyright APEOESP 2002/2011