APEOESP - Logotipo
Sindicato dos Professores

FILIADO À CNTE E CUT

Acessar Cadastre-se

Teses e Dissertação

Voltar

Qua, 18 de Março 2015 - 17:52

Os 15 anos de progressão continuada são avaliados por professores em mestrado da Unesp

Por: Ana Maria Lopes

Professor em Presidente Prudente, Sérgio Eduardo Gomes da Silva acaba de apresentar à Unesp sua defesa de tese sobre os quinze anos da progressão continuada no estado de São Paulo.

"Quinze anos de Progressão Continuada: a percepção dos professores" é vinculado à linha de pesquisa “Políticas Públicas, Organização Escolar e Formação de Professores”. O trabalho, que partiu do questionamento sobre as influências das políticas de não reprovação no interior das escolas públicas, tem como objetivo compreender as percepções dos professores da rede municipal de educação de Presidente Prudente.

"O referencial teórico selecionado envolveu estudos sobre municipalização do ensino e as principais discussões sobre as políticas de não reprovação. A pesquisa é de abordagem qualitativa enfatizando muito mais o processo do que o produto", explica o autor, que é diretor de uma escola no município.

A coleta de dados foi realizada mediante a aplicação de dois questionários, sendo o primeiro composto por questões abertas e fechadas e o segundo elaborado com perguntas que permitiam ao entrevistado manifestar suas opiniões, concordando ou discordando sobre as afirmativas propostas.

A partir dos questionários, o pesquisador traçou o perfil dos professores participantes e avaliou as percepções destes sobre o regime de progressão continuada.

"Os professores possuem uma percepção negativa acerca da progressão. Eles acreditam que as ações de formação continuada não suprem as necessidades docentes para atuar neste modelo de escola pública", explica o pesquisador.

Entre as conclusões do trabalho, destaca-se a importância do diálogo com a comunidade escolar. "Recomendamos aos elaboradores das políticas públicas educacionais do município, ao conselho municipal de educação, às agências formadoras, aos gestores escolares e aos professores o fortalecimento dos espaços de discussão sobre as políticas de não reprovação bem como a construção de mecanismos para implementá-las com sucesso", conclui o autor, que anteriormente já havia apresentado o trabalho "Progressão continuada: reflexões necessárias após uma década de implantação" no programa de Pós-Graduação em Educação da Unesp.

SERVIÇO: Contatos com o professor Sérgio Eduardo Gomes da Silva:
sedugs@hotmail.com

Topo

APEOESP - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo - Praça da República, 282 - CEP: 01045-000 - São Paulo SP - Fone: (11) 3350-6000
© Copyright APEOESP 2002/2011